Saia dessa zona de conforto, ou contente-se com a infelicidade

Sair da zona de conforto às vezes é vital para a nossa felicidade. Um emprego que já não nos faz feliz, um relacionamento que só nos faz mal, aquele amigo que só nos coloca pra baixo.

É difícil, todo mundo sabe disso, mas se você não quebrar as correntes que o prendem em algo que o sufoca, jamais será feliz de verdade.

E não adianta, o primeiro passo quem tem que dar é você, eu mesma cheguei esse ano sentindo que algo na minha vida não ia bem. Estava infeliz em acordar todo dia pra ir trabalhar e sentir que aquilo já não me dava mais o tesão que dava no começo, e gente, quando fazemos as coisas sem tesão, simplesmente é porque elas não fazem mais parte da nossa vida, ou no caso, não deveriam fazer.

Mas aí a gente pensa: porque se arriscar em outro lugar, em ficar solteira, em cortar relações com aquela pessoa se agora está tão cômodo? Nós já sabemos exatamente como vai ser, e não estamos dispostos a arriscar a ter uma mudança.

Mas é exatamente por isso que precisamos sair dessa zona, o que já temos não está bom, então será que o desconhecido será tão ruim assim? Eu creio que não.

Eu preferi arriscar, e confesso, estou com o maior frio na barriga por não saber como vai ser meu novo local de trabalho, como meus colegas serão comigo, como será meu dia a dia. Mas só de largar o velho emprego que me sugava todas as energias nos últimos meses, eu já estou feliz, já estou acordando mais disposta e com mais vontade de viver.

Mas largar a zona de conforto, não limita-se a deixar coisas para trás, está também em irmos atrás de algo que sabemos que vai nos fazer feliz, mas temos preguiça de começar. Esse blog, por exemplo, é mais uma das minha resoluções que me prometi para 2017, algo que quero há anos, mas por aquela preguiça em não ter uma responsabilidade toda semana, eu deixava de lado.

Não mais.

Quando pulei as 7 ondinhas entre 2016 e 2017, jurei a mim mesma que esse ano seria o ano que eu ia fazer mais por mim, para crescer como pessoa, como mulher, como profissional. Seria o ano em que eu iria atrás de tudo aquilo que eu sei que iria me fazer feliz e eu estou indo. E só posso dizer que o dia em que eu sai da zona de conforto foi um marco pra mim, foi o início do meu futuro, não aquele esperado pelo universo, mas o futuro desenhado por mim.

[Adendo 01] Estamos no dia 04 de janeiro de 2018, e só posso agradecer por reler esse artigo e ver que eu consegui. Me propus a várias coisas em 2017, e consegui cumprir todas elas.

[Adendo 02] Sinto um frio na barriga em conseguir fazer o mesmo nesse ano, mas sei que basta eu permanecer em movimento.

[Adendo 03] Estou muito feliz em recomeçar mais uma vez.

Um comentário em “Saia dessa zona de conforto, ou contente-se com a infelicidade

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: