A janela ainda está aberta

Ouvi uma coisa esses dias que me magoou muito, mas que também me fez pensar sobre o nosso papel na vida e a maneira com que nos abrimos ou não para as pessoas.

A verdade é que sim, meu coração já foi machucado muitas vezes, e eu por ser uma pessoa que sempre prefere ver o copo meio cheio a meio vazio, limpava toda a lama com força de vontade e ia lá abrir a casa de novo para visitas.

Porém, a cada nova visita que chegava com os sapatos sujos de lama, eu fui começando a repensar se deveria mesmo deixar a porta sempre aberta. Agora só deixo a janela, olho com cuidado, converso antes de fazer qualquer movimento, não quero mais sujar meu belo chão com lama vagabunda.

Quem já tá lá dentro de casa, me conhece muito bem e sabe, que posso até parecer dura, mas que dentro da minha casa é só amor e eu cuido muito de todos que estão ali.

Porque eu deveria ser assim com qualquer estranho que aparece no meu jardim? Será que eu estou errada por tentar me proteger do desconhecido? Me proteger das pessoas, quando outras já me causaram tanta dor?

Não quero estranhos na minha casa, não ainda. Talvez eu precise mesmo quebrar essa casca protetora, um dia eu escancaro as portas de novo. Mas agora essa sou eu, uma porta trancada e uma janela aberta.

Dentro muito amor, muito carinho, mas fora alguém tentando entender melhor todo e qualquer um que queira entrar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: